No Vale de Santarém, houve homenagem aos ex-combatentes na guerra colonial, nas comemorações do 25 de Abril

Mais um ano passou sobre a revolução de Abril, protagonizada pelo Movimento dos Capitães, a que aderiu massivamente o povo português, tão desprezado e maltratado por uma ditadura de mais de quarenta anos. Nada mais foi como até ali, no nosso país e, por muito que se façam comparações, algumas tentando evidenciar méritos no regime anterior e nos seus dirigentes, a verdade é que, mesmo apesar de todas as dificuldades que têm existido, estamos num ponto de cidadania plena, pelo menos ao nível dos direitos, formalmente institucionalizados, no entanto sem prática concreta, ainda, em certos domínios. Longe, muito longe, porém, do que foi o regime onde, só como exemplo, a simples afirmação da exigência de liberdades cívicas e políticas, era ameaçada com a prisão, com a tortura, se necessário fosse. E, foi desse modo, que alguns perderam a vida: por lutarem pela liberdade e por um regime novo, que o Movimento dos Capitais tornou possível, e ao qual devemos agradecer. Profundamente. Para sempre.

Razões mais do que suficientes para que tenhamos orgulho em pertencer a esta nova era do nosso país e em tomar parte nos actos, oficiais ou populares, que marquem e relembrem a data do heróico acontecimento que foi o ponto essencial, de partida para a afirmação de um Portugal novo, muito diferente para melhor, onde não temos medo de dizer o que entendemos ser necessário para levar por diante o nosso futuro, e onde devemos (temos o direito e o dever cívicos) de contribuir para isso, todos os dias, e não só nas eleições, que são apenas um dos meios de exercermos o nosso papel de cidadãos livres e independentes.

Por isso, pessoalmente, e sempre que a saúde mo permitir, estarei presente nas comemorações do aniversário do 25 de Abril no Vale de Santarém, a bonita e histórica terra onde nasci, no seio de uma família de lutadores pela liberdade e pela democracia, em plena ditadura, o que muito me honra. E, no âmbito das comemorações, é com muito sentido de cidadania que estarei sempre na homenagem pública, promovida pela Junta de Freguesia, como foi o caso, no meio de todos aqueles outros ex-combatentes na guerra colonial que, nascidos ou vivendo no Vale de Santarém, também tiveram, como eu tive, participação forçada nessa guerra.

Assim farei, enquanto vida houver, e contra quaisquer eventuais esquecimentos ou intenções deliberadas, seja de quem for, para apagar essa página da vida da nossa comunidade (e de todo o País) ou seja, dos que tiveram de participar nessa guerra, com as repercussões nas suas famílias, que sofreram também com a partida dos seus filhos, alguns dos quais lá perderam a vida, os quais, embora partindo, estarão sempre presentes, entre nós. 

É nesse sentido também que assumo a necessidade de os ex-combatentes do Vale de Santarém se encontrarem todos os anos, num almoço de confraternização, na data de 25 de Abril. Sobre esta ideia, tive a possibilidade de falar com alguns camaradas no fim da cerimónia deste ano. O nosso encontro anual, a realizar-se, visa o nosso convívio cívico – portanto, sem quaisquer intenções de natureza político-partidária ou outras – pela preservação da memória dessa parte comum das nossas vidas, memória que é também da nossa vila, pela repercussão que teve na vida dos valesantarenos.

Da cerimónia deste ano, fiz um pequeno vídeo. Para ver, clicar em,

Saudações a todos os ex-combatentes do Vale de Santarém, às suas Famílias, ao Vale de Santarém.

Manuel João Sá.

Autor: 60emais

Português.

Um pensamento em “No Vale de Santarém, houve homenagem aos ex-combatentes na guerra colonial, nas comemorações do 25 de Abril”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.